O marketing de busca é umas das estratégias mais utilizadas no marketing digital. O objetivo principal desta tática é ajudar o seu conteúdo a ser encontrado com mais facilidade pelo potencial cliente. E isso pode ser feito tanto de forma paga quanto orgânica.

Atualmente, podemos destacar o SEM e o SEO. Você já ouviu falar deles?

Se ainda não conhece esses termos, fique tranquilo. Vamos explicar sobre eles neste artigo. Também vamos abordar as diferenças entre um e outro. Além disso, listamos 5 dicas para você aproveitar e alavancar suas vendas com o marketing de busca. Boa leitura!marketing-de-busca-seo_search

O que é marketing de busca

Antes de tudo, precisamos contextualizar a crescente utilização dos sites de busca relacionada à popularidade da internet. Afinal, hoje em dia qualquer pessoa pode criar conteúdos sobre diversos assuntos e para encontrar aquilo que procura na internet, o usuário usa buscadores como, por exemplo, Google, Bing, Yahoo, dentre outros.

LEIA MAIS SOBRE OS BUSCADORES.

Agora, tente imaginar como seria se não houvesse uma maneira de organizar e ranquear as páginas na internet. Seria confuso, não é mesmo?

Bem, para que você entenda claramente o que é o marketing de busca, vejamos como funciona esse rankeamento.

Sempre que alguém faz uma pesquisa no Google, que é o mecanismo de busca mais famoso, ele é conduzido a uma SERP, ou seja, uma lista dos resultados de busca. Nessa lista, os conteúdos podem ser pagos ou orgânicos, assim como falamos anteriormente.

Em síntese, o marketing de busca é uma tática que usa uma série de ferramentas com a finalidade de mostrar ao máximo a sua página nos resultados das pesquisas. Desse modo, é possível atingir posições mais altas de rankeamento, gerando mais tráfego para um site ou ainda para outras páginas da web. 

No marketing de busca há duas categorias, que você pode trabalhar para aparecer nos resultados: SEM e SEO.

Como funciona o SEM?

A princípio, SEM é um método que usa recursos pagos como forma de ganhar visibilidade nos motores de busca.

Dessa maneira, o SEM usa principalmente os anúncios como meio para atingir o seu público-alvo. Portanto, abrange desde a configuração e otimização desses anúncios até a gestão da conta para aumentar as conversões, por meio do pagamento dos cliques. Inclusive, essa modalidade de marketing de busca também é chamada de PPC (pagamento por clique).

Google ADS

A plataforma mais utilizada hoje para criar campanhas de anúncios é o Google ADS. A partir dela a sua empresa realiza uma pesquisa por palavras-chave, escolhendo as melhores de acordo com o seu tipo de negócio. Assim, se o usuário fizer uma pesquisa com essa palavra, ele visualiza o anúncio em um link na parte de cima ou de baixo da página, com a lista de resultados (SERP). E sempre que o usuário clica no link, o valor referente a esse link é descontado do orçamento.

O que é SEO?

Ao contrário do SEM, o SEO é a parte do marketing de busca que faz uso de estratégias orgânicas para proporcionar mais visibilidade às marcas nos motores de busca. Portanto, ao adotar técnicas de SEO, você não paga pelos cliques em seu site quando ele é exibido nos resultados.

O SEO pode ajudar a sua empresa ou marca a conquistar uma melhor posição nos rankings de pesquisa e isso pode ser feito de três formas diferentes. Confira.

SEO on-page:

É um conjunto de estratégias de otimização para motores de busca desenvolvidas dentro das páginas web a fim de melhorar o tráfego orgânico. Entre as ações do SEO on-page estão a otimização do conteúdo, o ajuste dos títulos e intertítulos, imagens, URL dentre outros.

SEO off-page:

Diz respeito aos esforços para gerar tráfego de forma externa, criando relevância e autoridade. Podemos citar como tática off-page o link building, que é quando páginas relevantes para o Google, por exemplo, apontam para o seu site. Além disso, há outras ações de SEO off-page, como gerenciamento de listagens locais e perfis de diretório.

SEO técnico:

Tem como foco a otimização da estrutura técnica do site. Logo, busca melhorar a velocidade, responsividade, arquitetura, navegabilidade, indexação. Vale lembrar que essas são práticas, que geralmente, apenas programadores executam. Vale ressaltar também, que um bom planejamento de SEO combina as três estratégias para um resultado mais efetivo.

Mas afinal, qual a diferença entre SEM e SEO?

Resumidamente, podemos concluir que:

  • SEM é uma estratégia paga de marketing de busca (anúncios).
  • SEO é uma estratégia orgânica de marketing de busca.

Bem, apesar de os dois terem suas particularidades, a maior diferença entre eles é conceitual.

Então, vamos às dicas que vão te ajudar a alavancar suas vendas com o marketing de busca. Anote!

1. Conheça os seus concorrentes

Saiba o que eles estão fazendo, além de qual resultado estão obtendo com o marketing de busca. E por que isso é importante? É que assim fica mais fácil competir com eles. Além disso, procure saber quais são os termos de pesquisa que os classificam organicamente.  Não deixe de analisar também os termos pagos.

Para ter uma visão completa da estratégia de palavras-chave deles, use o SEMRUSH e pesquise quais termos de busca paga e orgânica geram mais tráfego. Insira ao menos 10 concorrentes.

2. Leve em conta o seu conhecimento sobre o mercado

Se você já entende tudo do seu setor e já sabe do que os seus clientes precisam, você pode investir tranquilamente em SEO para gerar valor a longo prazo.  Por outro lado, se você é novo no mercado, o SEM pode ser melhor, já que permite testar ideias, produtos e serviços.

3. Considere o ciclo médio de compra do cliente

Qual é a duração do ciclo de compras dos seus produtos ou serviços? Se costuma ser curto, aposte em anúncios. Afinal, o SEM fará com que o seu produto seja visto pelos clientes.

4. Faça uma análise do custo médio por clique no mercado

Pesquise para saber qual valor você precisará gastar para exibir nos resultados de pesquisas pagas. O custo das palavras-chave varia de acordo com a concorrência. Quando o custo por clique é baixo, vale à pena investir em SEM. Contudo, se esse custo for muito alto, considere trabalhar com SEO.

5. Não menospreze a maturidade do seu negócio

Negócios novos, com sites recentes, levam mais tempo para apresentar resultados com estratégias de SEO. Isso é perfeitamente normal. Se essa é a sua realidade, considere trabalhar primeiro com o marketing de busca paga e deixe o SEO para um segundo momento.

Agora, pode ser que você esteja perguntando:

Mas, de qual das duas estratégias a minha empresa precisa? SEM ou SEO?

 A resposta é: depende. Afinal de contas, antes de definir qual estratégia utilizar na sua empresa, tenha em mente as características do seu negócio, bem como o seu objetivo.

MARKETIG DE BUSCA – DICA BÔNUS                                  

Saiba que ambas as abordagens de marketing de busca não são excludentes e que a melhor estratégia para vender mais pode ser combinar SEM e SEO.


PARCEIROS DIGITAL

ORÇAMENTO